Italo Ridney - Campeao Brasiliense 2015
Performance,Treinamento

Volume de Treino

Existe uma teoria de treinamento que, conforme você fica mais forte e mais avançado, você precisa aumentar seu volume de treinamento para continuar progredindo.

O problema é que, na mente das pessoas, aumentar o volume significa somente fazer mais séries e/ou repetições por treino ou por músculo.

A adição gradual de séries totais ao seu treinamento à medida que você se torna mais experiente pode provavelmente causar um estresse excessivo em seu corpo (Overtraining). Esse é o porquê e também porque é desnecessário fazer na maioria dos levantamentos à medida que se tornam mais fortes e mais experientes. Na verdade, a tendência é oposta: levantadores mais fortes normalmente começam a fazer menos séries de trabalho total à medida que progridem. Não mais.

As coisas importantes primeiro. VOLUME não define apenas um número X repetições. Volume refere-se ao que chamamos de TONELAGEM ou mais precisamente TRABALHO. Chamo de working sets. Séries de trabalho, séries que geram bastante esforço. Lembre-se uma coisa é esforço e outra coisa é percepção de esforço! Se você está em uma semana com uma rotina fixa de descanso, treino e dieta, irá gerar um determinado esforço, se algo muda, algo que comprometa sua recuperação principalmente, esse esforço muda, porém não significa que está mais pesado e sim que a percepção de esforço é maior.

Tonelagem é repetições x peso x séries

O trabalho (working set) é semelhante, mas também leva em consideração a amplitude de movimento de um exercício porque TRABALHO. é Força x Deslocamento: quanto maior o alcance em que você deve mover uma carga, mais trabalho você terá que fazer.

É por isso que uma série de 10 repetições no agachamento não terá o mesmo impacto sistêmico que uma série de 10 repetições no levantamento de panturrilhas. Do mesmo jeito que uma série de 10 repetições com 200kg no agachamento não tem o mesmo impacto sistêmico que uma série com 20 repetições com metade da carga! 

Ok, pode parecer semântica, mas me escute: conforme você fica mais forte, você usará mais carga nos exercícios.

Usando mais carga para o mesmo número de repetições DE FATO aumenta o volume (tonelagem).

Se eu fizer 10 repetições com 100 kg, isso é uma tonelagem de 1000 kg.

Se eu fizer 10 repetições com 150 kg, isso é uma tonelagem de 1500 kg.

Então, automaticamente, apenas ficando mais forte, você estará AUMENTANDO O VOLUME de trabalho.

Portanto, é tecnicamente correto dizer que levantadores mais avançados / mais fortes precisam de mais volume. Mas isso não significa que eles devam fazer mais conjuntos de trabalho (volume de séries)!

Acrescente a isso o fato de que normalmente eles têm que fazer mais séries de aquecimento para chegar à carga de seus conjuntos de trabalho (working set). E o fato de que atletas/levantadores mais avançados são mais neurologicamente eficientes (de modo que cada conjunto é na verdade mais eficaz) e você chega a uma situação em que adicionar mais conjuntos de trabalho pode fazer mais mal do que bem. Overtraining. Lembre-se o SNC demora muito mais tempo para recuperar do que o músculo!

Na verdade, se você acompanha levantadores/atletas realmente avançados, descobrirá que, na maioria das vezes, eles fazem menos séries de trabalho total do que quando tinham menos experiência. Eu me considero um deles.

Entenda-me: NÃO sou um fanático de baixo volume ou estou falando que este é a melhor forma de treinar. Mas pregar um conceito que simplesmente não se sustenta, não é legal.

Texto traduzido do Christian Thibaudeau

Você também pode gostar...